Bitcoin cai abaixo de US$ 67 mil após sinais restritivos do Fed

O Bitcoin (BTC) começou esta sexta-feira (14) em queda, atingindo US$ 66.830, após a decisão do Federal Reserve de manter as taxas de juros estáveis e prever apenas um corte até o final do ano. 

Essa postura mais rígida do banco central dos EUA refletiu negativamente tanto no mercado de ações quanto no de criptomoedas, com o Bitcoin recuando de um pico de US$ 71 mil alcançado na quarta-feira.


Em março, o Fed havia sugerido que poderia realizar até três cortes de juros em 2024, mas as novas previsões indicam apenas uma redução, gerando incertezas no mercado. 

Por outro lado, o Ethereum (ETH) teve uma leve alta de 0,24%, cotado a US$ 3.510. 

Durante uma audiência no Senado, o presidente da SEC, Gary Gensler, afirmou que os registros para ETFs de Ethereum à vista provavelmente serão aprovados neste verão nos EUA, aumentando o otimismo para essa criptomoeda.

O mercado de criptomoedas apresenta uma tendência mista nesta sexta-feira, com alguns ativos em queda e outros registrando ganhos. 

Solana (SOL) teve o pior desempenho entre as maiores criptomoedas, caindo 2,53% para US$ 147,80, enquanto a Toncoin se destacou positivamente com uma alta de 5,14%, cotada a US$ 7,99.

Além da decisão do Fed, a venda de participações em BTC por mineradores, que buscam compensar a redução nas recompensas após o halving de abril, também contribuiu para a queda do Bitcoin, segundo analistas da Jota Investimentos. 

A expectativa é que a flexibilização monetária global, já iniciada por outros bancos centrais, possa apoiar os preços dos ativos, incluindo as criptomoedas, nos próximos meses.
Postagem Anterior Próxima Postagem


نموذج الاتصال